[Resenha] Um Amor de Detetive

- 30 março 2018

Livro: Um Amor de Detetive
Escritor(a): Sarah Mason
Editora: Bertrand Brasil
Gênero: Chick-lit
Classificação:
Sinopse: Neste divertido romance de estréia de Sarah Mason, Um amor de detetive, os opostos se encontram e - como não poderia deixar de ser -, também se atraem. A bela Holly Colshannon é uma ambiciosa e desastrada jornalista da Bristol Gazette. James Sabine (apenas um pouco mais bonito que ela), é um sargento-detetive durão, grosseiro e ressentido. Levados pelo acaso , eles se encontram diversas vezes por conta de uma série de coincidências bastante oportunas. Rapidamente, a determinada Holly vê em James a grande chance de progredir em sua carreira e decide segui-lo por um período de seis semanas a fim de escrever uma coluna criminal, que poderá vir a ser o seu primeiro sucesso jornalístico. O lado positivo da situação é que ela consegue obter a tão sonhada coluna O lado negativo é que o bonitão não está nem um pouco feliz com a presença constante de Holly em sua vida.| Skoob





















O livro Um Amor de Detetive da Sarah Mason traz a protagonista Holly Colshannon que narra o livro em primeira pessoa e nos mostra uma história bastante engraçada.

Holly Colshannon é uma repórter que trabalha dando notícias no setor de pets, mais especificamente sobre os funerais dos animais, mas acaba mudando de área, quando Pete – seu colega de trabalho – acaba saindo do jornal que trabalha e indo para outro, e Holly acaba sendo a felizarda ocupando seu lugar na esfera criminal. No primeiro dia de trabalho na delegacia, Holly conhece Robin, que também é nova no trabalho e tem uma ideia para ajudar Holly, a ideia é basicamente Holly acompanhar o detetive James Sabine para todos os casos que ele fosse resolver e escrever um diário da investigação no jornal na qual ela trabalha, e como o sargento detetive Sabine vai casar-se daqui a 6 semanas os casos que serão direcionados para ele serão os menos estressantes possíveis, e a repórter vibra muito com a ideia até conhecer o detetive, um loiro alto de olhos verdes muito ranzinza, e trabalhar com ele não será nada fácil para a Holly.

— Srta. Colshannon — diz ele pacientemente, e eu levanto as sobrancelhas esperançosa — você saberia se eu usasse uma arma.
— Como eu poderia saber que o senhor estava usando uma arma?
— Porque a essa altura eu já teria atirado em você. Por favor, pare com essas perguntas ridículas.






Ao perceber que seu companheiro de trabalho não é nem um pouco simpático, Holly faz de tudo para não se meter em encrencas, porém a coitada da protagonista tem uma atração enorme com situações desastradas, e sempre se mete em confusão, e seu plano de tentar não irritar o detetive vai por água a baixo, mas acaba que todas as complicações que a Holly causa faz com que as investigações se tornem bem mais divertidas e por causa do seu jeito único de ser, Holly e James acabam se aproximando e quando a Holly percebe ela está apaixonada pelo detetive, mas o mesmo casará daqui a algumas semanas e para Holly pensar nisso, parte seu coração.

OPINIÃO: 
O porquê gostei do livro é muito simples, amo chick-lits e todo e qualquer gênero que me tire umas boas risadas, e Um Amor de Detetive cumpriu muito bem esse papel desde a primeira página. No início eu me desagradei bastante com a atitude do James pelo jeito carrasco de tratar a Holly, mas depois descobrimos o motivo dele ter tanta aversão a repórteres e acabei perdoando sua antipatia. Eu amei Um Amor de Detetive do início ao fim, mas dei apenas 4 estrelas pois me faltou romance no livro, temos de romance apenas o último capítulo, e se considerarmos que o livro tem 31 capítulos, o livro contém 3% de romance, e ter um chick-lit com apenas 3% de romance é como um livro de terror ter apenas 3% de terror, e isso me incomodou bastante na história, mas fora esse ponto, eu amei o livro, até derramei algumas lágrimas no último capítulo.
Image and video hosting by TinyPic

7 comentários:

  1. Adoro esse tipo de livro e fiquei super curiosa para ler!!

    http://vinteepoucos.org/

    ResponderExcluir
  2. Oie Niv!
    Sou fã número um de chick-lits e também adoro uma boa investigação rsrs
    Tudo bem que não tem muitooooo romance no livro, mas se você deu boas risadas e quatro estrelinhas eu já vou colocar na minha lista dos desejados :)
    Uma feliz Páscoa para ti e todos aí
    Bjs Luli
    Café com Leitura na Rede

    ResponderExcluir
  3. Oi Nívea, eu dei risada com a comparação de filme de terror com apenas 3% de terror kkkkkkkkkkkkk Mas sou obrigada a concordar que faltou romance mesmo, mas a escrita da autora é muito boa, a gente acaba gostando mesmo rsrsrs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Oi! Parece ser um livro tranquilo de ler. Adorei ver sua opinião sobre os 3% também, hahaha! Quem sabe um dia não dou uma chance?

    Beijo!
    www.controversos.com

    ResponderExcluir
  5. Nívea, não conhecia esse livro, mas fiquei bem curiosa com ele!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  6. Oi Nívea, tudo bem?

    Faz tempo que não leio algum "chick-lit" e seria uma ótima pedida para o momento, mas infelizmente esse livro não chamou a minha atenção, apesar da tua resenha tão gostosa e opinião positiva. Posso estar enganada, mas os personagens não me pareceram cativantes suficiente, além de que eu gostaria que tivesse um pouco mais de romance também.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi Nívea!! Li esse livro há um tempo, e o fato de não ter muito romance foi o que mais me fez gostar kkkkk.
    Deu vontade reler!
    Beeijos
    http://pausaparapitacos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá, eu amo ler seus comentários, deixem a opinião de vocês que responderei em breve :)