[Resenha] O Código Da Vinci

- 04 fevereiro 2018

Livro: O Código Da Vinci
Escritor(a): Dan Brown
Editora: Sextante
Gênero: Aventura; Mistério; Suspense
Classificação:
Sinopse: Um assassinato dentro do Museu do Louvre, em Paris, traz à tona uma sinistra conspiração para revelar um segredo que foi protegido por uma sociedade secreta desde os tempos de Jesus Cristo. A vítima é o respeitado curador do museu, Jacques Saunière, um dos líderes dessa antiga fraternidade, o Priorado de Sião, que já teve como membros Leonardo da Vinci, Victor Hugo e Isaac Newton. Momentos antes de morrer, Saunière consegue deixar uma mensagem cifrada na cena do crime que apenas sua neta, a criptógrafa francesa Sophie Neveu, e Robert Langdon, um famoso simbologista de Harvard, podem desvendar. Os dois transformam-se em suspeitos e em detetives enquanto percorrem as ruas de Paris e de Londres tentando decifrar um intricado quebra-cabeças que pode lhes revelar um segredo milenar que envolve a Igreja Católica.|Skoob


























A
ntes de começar a resenha quero dizer que eu não sou uma crítica de livros profissional e todas as resenhas que faço dou opinião baseado no meu gosto pessoal, eu sei que O Código Da Vinci é um livro polêmico por abordar sobre religião, mas como não tenho conhecimento suficiente do tema, não comentarei o assunto.

O Código Da Vinci começa com Jacques Saunière sendo assassinado no museu do Louvre em Paris, mas Saunière não podia deixar que o segredo que ele guardou por tanto tempo morresse junto com ele, então antes de morrer ele deixou anagramas, códigos e enigmas para serem desvendados a fim de chegar ao tal mistério guardado a sete chaves.

Robert Langdon um professor de história e simbologia, estava em Paris para um encontro com Jacques Saunière, mas, para sua infelicidade o curador do Louvre foi assassinado no dia marcado da reunião privada dos dois, o que acabou fazendo com que o professor tornasse o principal suspeito do homicídio.

A DCPJ, Diretoria Central de Polícia Judiciária, leva Robert Langdon para o local do crime, para que ele acabe incriminando-se tentando fugir do local ou confessando ser o autor do delito. Mas Langdon não contava que a criptógrafa Sophie Neveu que ajuda a desvendar os números deixados no chão por Saunière, acredita na sua inocência e que quer ajuda-lo provar ser inocente. No entanto, a história não gira em torno do assassinato e sim do segredo guardado por Saunière.

Sophie Neveu consegue um momento a sós com Robert Langdon e lhe diz que ela é neta do Jacques Saunière e que mais cedo seu avô havia ligado para ela muitas vezes e deixado recados dizendo que os dois (Saunière e Sophie) estavam em perigo e que ele precisava dizer a ela algo muito importante sobre sua família, e agora ela acha que todos anagramas, códigos e enigmas deixados por seu avô são para que ela descubra o que de tão importante ele queria lhes dizer, mas para descobrir, eles precisam tirar a DCPJ do museu por um tempo para que eles possam investigar mais tudo que Jacques Saunière deixou gravado no chão do museu.

Na busca por desvendar o que Jacques Saunière deixou guardado a sete chaves, Neveu e Langdon descobrem muitas coisas como sobre o Priorado de Sião, Santo Graal, histórias escondidas nos quadros de Da Vinci e um segredo silenciado que vem desde a época de Jesus Cristo.

Antes de ler O Código Da Vinci eu li algumas resenhas no skoob, e vi muitos comentários negativos e muitos comentários positivos, decidi ler e ver o que eu acharia e eu amei, apesar de conter alguns assuntos envolvendo religião, eu resolvi me desligar dessa parte e focar mais na investigação e na solução dos enigmas, o que me deixou bastante empolgada, pois eu amo um belo mistério, e por isso dei 5 estrelinhas ao livro.

Como observação eu quero deixar que, quem for muito ligado à sua religião, não leia, ou tente se desligar da sua religião por enquanto que ler o livro, pois muitos assuntos que o livro aponta sobre o cristianismo, pode incomodar.

15 comentários:

  1. Oi, Nívea!
    O Código Da Vinci foi um dos primeiros livros que li e amo de paixão, mas meu favorito do Dan é Ponto de Impacto.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Olá, Nívea.
    Eu li esse livro logo que lançou e virou aquela polêmica. Sou evangélica, mas li o livro como uma ficção e amei. Acho que quem lê ele e fica incomodado, ou até mesmo muda seus credos, é porque já não tinha uma fé verdadeira antes disso.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Apesar dos inúmeros elogios ao livro eu confesso que ainda não tenho ele na estante :/ ótima resenha.
    Bjs
    https://eternamente-princesa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Eu não li esse, mas já li O Símbolo Perdido e gostei bastante da questão de desvendar os mistérios e da escrita do Dan, quero ler Anjos e Demônios e Ponto de Impacto, já vi muitos comentários bons.Amei sua resenha!

    https://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Nívea, melhor coisa é a gente ler e tirar nossas conclusões, eu lembro que nada época eu super curtir tb, Dan Brown escreve muito bem!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  6. Esse é um livro que ainda quero muito ler! Só vi críticas positivas sobre ele!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  7. Oi Nívea, tenho muita vontade de ler este livro, agora com sua publicação fiquei com mais vontade ainda, beijos!

    ResponderExcluir
  8. Eu adoro essa história, o cara tem uma escrita muito viciante :)

    http://www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  9. UAU! Eu nunca havia parado para prestar atenção nesta história. É realmente muito boa em comparação ao filme que também nunca vi. EU QUERO MUUUUUUUUUUUITO ler os livros do Dan, mas não tive oportunidade ainda. :(

    Adorei a resenha e o site!

    Grande abraço!
    http://www.cafeidilico.com/

    ResponderExcluir
  10. Oie,

    já tive que ler no ensino médio, mas não consegui ler todo. Acho que o tipo de escrita não me atraiu tanto, mas quem sabe agora eu goste.

    Abraços...

    submundosliterarios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. É difícil encontrar alguém que não goste das obras do autor, principalmente esse livro.
    As histórias são bem amarradas, o enredo é bem feito e sem dúvida a gente fica se perguntando o motivo de tantos enigmas.

    Eu amei.

    Beijos,
    Naty
    http://www.revelandosentimentos.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Eu nunca li esse livro, mas ouço muuuuuito falar e é como você disse, ás vezes as críticas são bem negativas e ás vezes positivas. Eu confesso que não tenho muita vontade de ler, mas achei a história bem interessante!
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir
  13. Oi Nívea,
    Eu tenho esse livro por aqui, pois adoro o filme.
    Mas, decidi que só vou ler quando tiver a série completa. Falta Inferno haha

    bjs
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  14. Olá Nívea
    Sou suspeita para falar porque sou fã do autor e amo sua escrita.
    Sei que muita gente fala que os livros são parecidos, massssss eu gosto de acompanhar nosso amado protagonista Robert Langdon em sua correria, por locais turísticos decifrando códigos!
    O código da Vinci é muito bom mesmo.
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi Nívea

    Eu li esse livro a bastante tempo, adorei e tenho vontade de ler novamente.
    Foi muito bom ler a resenha e relembrar alguns detalhes.

    Já assistiu ao filme?

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir

Olá, eu amo ler seus comentários, deixem a opinião de vocês que responderei em breve :)