[Resenha] Por Lugares Incríveis

- 05 abril 2018

Livro: Por Lugares Incríveis
Escritor(a): Jennifer Niven
Editora: Seguinte
Gênero: Young Adult; Romance; Sick-lit; Drama
Classificação:
Sinopse: Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família. Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.| Skoob
























Não está sendo fácil para mim escrever essa resenha, pois Por Lugares Incríveis me deixou em prantos ao fim do livro e falar sobre a história me deixa bastante sensível.

Eu já havia colocado Por Lugares Incríveis no skoob na lista que desejados para ler, mas eu sempre adiava, até que decidi pegar os livros que estavam há muito tempo na lista para ler, e eu acho que li esse livro no tempo certo.

A história começa com Theodore Finch na torre do sino que se localiza no 6º andar da escola e ele subiu lá com a intenção de se jogar lá de cima, mas ele acaba não fazendo isso pois quando ele olha para o lado ele encontra Violet Markey também na torre olhando para baixo e ele acaba convencendo-a a descer, mas os boatos rolam na escola que Theodore Finch, ou simplemente Finch, a aberração da escola, estava querendo chamar atenção em cima da torre e a heroína Violet Markey o salvou. Violet Markey que por um momento se desligou do mundo e não conseguia controlar seu próprio corpo acabou subindo na torre do sino sem se dar conta disso e “acordou do transe” quando estava lá em cima, e acabou sendo salva por Finch, ao contrário das fofocas que aconteceram na escola. Mais tarde o professor de geografia passa um trabalho para os alunos visitarem e conhecerem melhor o estado de Indiana na qual Finch quer fazer com Violet e ela acaba aceitando pois deve isso a ele por ele ter salvo sua vida, e graças a esse trabalho Violet e Finch passam por lugares incríveis e acabam se conhecendo cada vez mais, Finch conhece o lado escuro da Violet por ter perdido sua irmã e sua dificuldade de seguir em frente com a ausência da mesma e Violet conhece o Finch depressivo e bipolar que sente coisas nas quais ninguém consegue compreender. E Graças ao Finch a Violet consegue encontrar cor e brilho de novo na vida e volta a fazer coisas que ela amava e tinha perdido a graça com a partida de sua irmã, e Finch continua com seus pensamentos suicidas e sempre pesquisando qual a melhor forma de cometer um suicídio.

O livro é narrado na visão do Finch e da Violet, intercalando entre os capítulos, o que deixou a história bastante interessante, conhecer não só um ponto de vista, mas as diferentes opiniões dos protagonistas.

OPINIÃO: 
Gostaria de esclarecer que Por Lugares Incríveis trás uma temática muito necessária na atualidade que é sobre depressão, bipolaridade, bullying e suicídio, e cada tema desse é tratado de forma tão real, que em certos momentos do livro eu precisei parar a leitura pois parecia que eu estava vendo cada cena na minha frente e não conseguia continuar pois me doía. E confesso que no início do livro eu julguei o livro como “mais um YA clichê chato”, e na verdade o livro é o oposto disso, é um YA único e muito importante de ser lido. E o que me chamou bastante atenção no livro é que o Finch vivia tantas batalhas internas com ele mesmo e tantas pessoas convivem com ele todos os dias nunca perceberam isso, e nos faz parar para pensar quantas pessoas reais vivem isso e não sabemos, e como é importante sermos compreensíveis com as pessoas pois nós realmente não sabemos nada que se passa na mente e no coração dela, e esse livro trás a confusão de sentimentos que o Finch vive diariamente de forma tão forte que quando ele narrava eu me perdia nas linhas, sem compreender e as vezes querendo pular as páginas nas suas narrações, e eu mal sabendo estava entrando na lista de mais uma que não o compreendia e nem tentava. Eu chorei bastante com um acontecimento que tem quase no final do livro, eu não imaginava que isso ia acontecer e me pegou tão desprevenida que fiquei em estado de choque, chorando em meio a soluços e tendo que parar muitas vezes a leitura pois cada linha que eu lia me doía, pois é tão verossímil e saber que tantas pessoas passam por isso, é de partir o coração.

Image and video hosting by TinyPic

13 comentários:

  1. Que resenha maravilhosa, tô aqui já quase chorando imagina quando ler. Eu já tinha visto esse livro mas até então tava na dúvida de ler e agora com essa sua resenha já tô doooida pra ler e já anotei na minha lista! Eu tô ainda triste com uma série que assisti que aborda esses assuntos e a protagonista realmente se matou, eu fiquei e ainda tô bem mal e refletindo bastante. O que leva uma pessoa a esse ponto é justamente todos esses fatores citados que ninguém ao redor compreende ou acha que é frescura e infelizmente quando atinge um limite para muitos o suicídio é a saída. Queria poder mudar essa situação sabe, acho que todos nós queremos né, mas infelizmente não é todo mundo que faz a sua parte. Enfim, amei e quero ler.

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Eu li esse livro faz um tempo já (mais de um ano) e eu também fiquei muito abalada com o que acontece quase no final, porque eu entrei demais na história e era como se eu estivesse fazendo parte daquele mundo, mas eu dei 4 estrelas porquê eu senti que no início a autora forçou algumas partes para parecer mais emocionante do que realmente é, mas que bom que você amou.

    ResponderExcluir
  3. Olá, Nívea.
    Eu li esse livro quando lançou e amei ele. Não queria acreditar que aquilo tinha acontecido. Até voltei algumas páginas do livro porque eu achei que tinha lido errado. Mas acho que é um livro que todos deveriam ler. E uma coisa que gostei foi que eles mostraram a dor de quem fica.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Oi Nívea, eu nunca li esse livro, mas eu tenho muita vontade pois todo mundo diz que é muito bom.

    ResponderExcluir
  5. Já vi algumas resenhas sobre esse livro e fiquei apaixonada pela história, dica mais que anotada!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  6. Parece ser muito bom <3

    pimentamaisdoce.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  7. Oi Nívea, tudo bem? Adorei ler sua opinião! Eu tenho muita dificuldade com YA, mas eu já sabia que esse era um pouco diferente, só que ainda não consegui ler, embora já esteja na minha lista de leituras. Vou preparar os lecinhos!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  8. Oi Nívea,
    O livro parece emocionante mesmo. Adorei sua resenha e a ressalva que você fez para a importância dos assuntos que a autora aborda. Eu adoro ler livros que focam na saúde mental dos personagens, mesmo que saiba que tudo vai acabar em lágrimas depois. Ótimas lições ganhas.

    bjs
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  9. Oi Nívea,
    Esse livro me derrubou. Foi o livro que mais me fez chorar na vida.
    Sou grata a autora por essa história, porque me ajudou muito a esclarecer um caso familiar.
    Para mim, é uma daquelas obras necessárias.
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Nívea.
    Nossa, que resenha hei! Já fiquei emocionada lendo sua resenha, imagina lendo o livro. Depressão, bipolaridade, bullying e suicídio, são temas bem fortes né. Acabei de terminar uma leitura bem nesse naipe, dessas que deixa a gente acabada e sensível, mais vou anotar a dica aqui, e certamente vou ler o livro. Parabéns pela resenha, pois fica bem claro como ela mexeu com você.
    Bjos

    www.momentosdeleitura.com

    ResponderExcluir
  11. Oi
    eu adorei a leitura desse livro, ele é muito bom, mas corta o coração com esses acontecimentos mais do final, realmente temos que prestar atenção nas pessoas, elas podem estar sofrendo e demostrando que estão bos.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Olá Niv!
    Esse livro é maravilhoso, envolvente, emocionante e como vc muito bem disse: necessário.
    Todos deveriam ler e acredito que a premissa do livro assim como a intenção da autora era a de desmistificar, de fazer as pessoas olharem com carinho para o outro e abraçar ao invés de criticar.
    Parabéns pela resenha.
    Excelente semana pra ti
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Amei sua opinião. Quero muito ler esse livro. Acho que o assunto pode ser meio pesado mais muito útil. Já está na minha lista.

    http://www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir

Olá, eu amo ler seus comentários, deixem a opinião de vocês que responderei em breve :)